• Rofer Eventos

Plena Alimentos estreia no segmento de pet food


A processadora de carne bovina Plena Alimentos anunciou na quinta-feira (25) que vai iniciar a produção de petiscos naturais para pets, inaugurando a atuação no segmento de alimentos para animais de estimação.


A nova linha de produtos inclui petiscos naturais a partir de esôfago, orelha, bexiga, vergalho, capa do vergalho, traqueia, centercut e fêmur.


“Nosso objetivo é estar cada vez mais presente no mercado alimentício para pets, aumentando nossa participação ao longo dos anos”, disse o sócio-presidente da Plena Alimentos, Marcos Antônio Maia, em nota divulgada pela companhia.


A empresa iniciará a produção dos snacks para pets na unidade de negócios Petsko em Paraíso do Tocantins (TO) a partir de dezembro.


As vendas serão inicialmente destinadas ao mercado externo, incluindo Estados Unidos e Canadá, com produtos “white label”, que utilizam a imagem comercial do comprador.


A fábrica Petsko pode processar em média 50 toneladas de matéria-prima própria e de frigoríficos parceiros da região por mês, capacidade que poderá ser ampliada nas fases seguintes do projeto.


A Plena Alimentos estima gerar cerca de 80 empregos de forma direta e indireta em Paraíso do Tocantins com o novo projeto.


“A unidade foi a escolhida para esse novo projeto por também estar localizada próxima a outros frigoríficos, o que facilita o controle de qualidade da matéria-prima destinada ao processo produtivo, bem como o escoamento da produção para os mercados de interesse”, disse Maia.


O especialista em Novos Negócios e Inovação da Plena, Luis Filipe Maia, disse que a empresa está sempre em busca de oportunidades de investimento que possuam sinergia com os atuais.


“O mercado para pets é um segmento que está em bastante crescimento nos últimos anos e que possui a perspectiva de continuar crescendo pelos próximos. Além disso, já possuímos matéria-prima necessária para a produção desses alimentos, decorrente do processo de abate frigorífico, o que nos possibilita agregar valor ao nosso produto e diversificar as linhas ofertadas.”


Fonte: CarneTec