• Rofer Eventos

Alegra investe R$ 1,8 mi em reciclagem animal


A Alegra, processadora de carne suína que reúne as cooperativas paranaenses de origem holandesa Frísia, Castrolanda e Capal, disse na segunda-feira (21) que está investindo R$ 1,8 milhão em reciclagem animal.

A reciclagem é feita com a secagem do sangue dos animais que passam pelo abate para produção de farinha de sangue. A capacidade de secagem da empresa será de 2,5 mil litros por hora.


A adequação civil na Unidade Industrial de Carnes, localizada no município de Castro, para realizar a secagem foi finalizada em maio de 2021. A instalação dos equipamentos começou na segunda metade de junho e dever ser finalizada em julho.


“A farinha de sangue é utilizada para alimentar peixes, aves e outras espécies não ruminantes, então é uma saída sustentável para um resíduo que antes era descartado sem reaproveitamento”, disse o gestor de Project Management Office (PMO) da Alegra, Fernando Garcia Persoli, em comunicado.


Fonte: CarneTec