• Rofer Eventos

Associados ABRA realizam apresentação sobre setor de hemoderivados ao MAPA


A última semana encerrou com uma agenda importante para a reciclagem animal. Na sexta-feira (19), a Hemoprot, a APC do Brasil e a JBS, indústrias associadas à ABRA, realizaram uma apresentação especial sobre o setor de hemoderivados ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).


A agenda, articulada pela ABRA a pedido dos associados, foi voltada aos Auditores Fiscais Federais Agropecuários (AFFAs), que participaram em peso da videoconferência. O evento online reuniu mais de 90 pessoas, entre indústrias, fiscais e representantes do Ministério.


As palestrantes foram Natalia Jaqueline Ferrari, médica Veterinária e responsável Técnica da Hemoprot; Andréia Cristina Souza Machado, engenheira Química e coordenadora da Garantia da Qualidade da APC do Brasil; e Renata Gabriela Palácio da Silva, médica Veterinária e analista de Qualidade do complexo JBS S/A Unidade 2.


As técnicas falaram sobre a indústria de hemoderivados, trazendo dados nacionais e internacionais do setor, além de abordar princípios básicos sobre matéria-prima, transporte, recebimento, separação e desidratação para produção. Além das tecnologias de processamento disponíveis no Brasil, as profissionais também mostraram como o setor de hemoderivados ajustou o layout de suas fábricas e os procedimentos operacionais padrões a legislação vigente.


Mais do que uma apresentação, a reunião representou uma aproximação entre o setor regulado e o MAPA – são agendas que visam colaborar com as autoridades e aprofundar o entendimento das rotinas do setor, o que gera normativas mais estreitadas com a realidade da reciclagem animal.


A apresentação completa, desenvolvida ao longo de nove reuniões preparatórias, ficará disponível exclusivamente aos AFFAs do MAPA.


A reunião foi importantíssima, pois tivemos oportunidade de mostrar ao MAPA a diferença enorme entre a produção de Hemoglobina e Plasma ao comparar com farinha de sangue. Esses produtos são de composição e valor nutricional mais elevados que a farinha e são produzidos com alta tecnologia, a começar pela matéria-prima diferenciada. Ter regulamentos específicos é fundamental. A contribuição da ABRA para desenvolver o trabalho e condução da reunião com o MAPA foi o ponto-chave.

Terezinha Moraes . JBS

Esse contato com o MAPA era um desejo muito antigo do setor de hemoderivados. Quando o Ministério finalmente abriu esta oportunidade (e isso deve-se ao excelente trabalho feito pela ABRA), nos foi dada a oportunidade de apresentar o segmento, com todos seus diferenciais de produtos e procedimentos. Nós, associados, nos unimos, trabalhamos em conjunto para fazer esta apresentação acontecer. A ação da ABRA foi fundamental para a aproximação com o MAPA, atuando como uma facilitadora entre as indústrias, atuando de forma transparente. A apresentação foi um sucesso! Percebi que houve entendimento dos fiscais, que o grupo estava aberto e interessado em entender nossos processos e produtos. Esperamos que o MAPA contribua com o setor. Temos muito a avançar.

Alvaro Laydner . APC do Brasil


Fonte: Assessoria de Comunicação ABRA

Luísa Schardong, jornalista, MTB/RS 0018094